Contáser Contabilidade


PAC: Receita Federal lança programa para ajudar empresas a cumprirem obrigações tributárias

  • 21/07/2021



     

    PAC: Receita Federal lança programa para ajudar empresas a cumprirem obrigações tributárias

    A Receita Federal lançou nesta segunda-feira (19) o Programa de Apoio à Conformidade Tributária (PAC/PJ) para ajudar pessoas jurídicas no cumprimento de suas obrigações tributárias, evitando, assim, riscos fiscais. 

    A iniciativa inédita propõe ações prévias de orientação para incentivar a conformidade tributária, ou seja, criar oportunidades para as empresas se adequarem à legislação, cumprindo suas obrigações espontaneamente, sem que haja a necessidade da instauração de procedimentos de fiscalização e litígios que demorarão para serem resolvidos.

    PAC

    No PAC/PJ, a área de Fiscalização da Receita Federal orienta as empresas sobre as informações que devem constar na Escrituração Contábil Fiscal (ECF) 2021 bem antes do fim do prazo de entrega, previsto para 30 de setembro. 

    Pessoas jurídicas, com registro de transmissão sem dados na ECF do exercício 2020, foram previamentes comunicadas sobre dados representativos de receitas e de movimentação financeira, informações que devem constar na ECF/2021, evitando, dessa forma, erros no preenchimento da escrituração e possibilitando a correta apuração de tributos, como objetivo de diminuir a exposição da empresa a ações de fiscalização, malhas ou outros controles fiscais. 

    Comunicados

    A partir de cruzamentos automatizados com a base de dados da Receita Federal referentes ao ano calendário 2020, prestados pela própria pessoa jurídica (NF-e, escriturações do Sped) e por terceiros (DIRF, Decred, e-Financeira), foram expedidas 45.012 Comunicações de Dados a Escriturar na ECF 2021, informando às empresas destinatárias, as receitas auferidas no ano de 2020 superiores a R$ 1.000,00 e/ou recebimento de recursos em contas correntes bancárias superiores a R$ 10.000,00.

    Cada uma dessas empresas já recebeu, em sua Caixa Postal - cujo acesso se faz com certificado digital no e-CAC - dados disponíveis nas bases da Receita Federal, individualizando os valores relativos aos quatro trimestres de 2020, relativos a:

    Notas fiscais eletrônicas (modelo 55)

    • Decred (informações de repasse por cartão de crédito);
    • Escrituração Fiscal Digital das Contribuições (valores de receita bruta);
    • Escrituração Fiscal Digital ICMS/IPI (valores de receita, com algumas deduções);
    • DIRF (pagamentos declarados por terceiros);
    • Movimentação bancária (recursos movimentados a crédito, excluindo-se operações indicadas).

    Além desses valores, foi indicada a lista de contas correntes, por banco e agência, para facilitar a verificação dos interessados diretamente nas instituições.

    Com tais informações, as empresas poderão verificar suas informações e entregar a ECF em 2021 com integridade.

    A ECF é uma das principais obrigações tributárias acessórias, na qual as pessoas jurídicas apuram o IRPJ e a CSLL, além de prestar outras informações fiscais e econômicas de interesse da RFB, inclusive subsidiando a formulação de políticas públicas. A ECF é de preenchimento anual e, em relação aos fatos geradores ocorridos no ano de 2020, o prazo de entrega é até o último dia útil do mês de setembro de 2021, nos termos da Instrução Normativa RFB nº 2.039, de 2021.

    Confira a distribuição das pessoas jurídicas por Unidade da Federação:

    UF

    Total de PJ

    %

    Acre

    108

    0,2%

    Alagoas

    503

    1,1%

    Amapá

    58

    0,1%

    Amazonas

    625

    1,4%

    Bahia

    2.384

    5,3%

    Ceará

    1.758

    3,9%

    Distrito Federal

    1.090

    2,4%

    Espírito Santo

    502

    1,1%

    Goiás

    1.940

    4,3%

    Maranhão

    854

    1,9%

    Mato Grosso

    1.487

    3,3%

    Mato Grosso do Sul

    817

    1,8%

    Minas Gerais

    4.469

    9,9%

    Paraná

    2.257

    5,0%

    Paraíba

    796

    1,8%

    Pará

    1.292

    2,9%

    Pernambuco

    1.375

    3,1%

    Piauí

    427

    0,9%

    Rio de Janeiro

    3.082

    6,8%

    Rio Grande do Norte

    687

    1,5%

    Rio Grande do Sul

    2.179

    4,8%

    Rondônia

    421

    0,9%

    Roraima

    83

    0,2%

    Santa Catarina

    1.313

    2,9%

    São Paulo

    13.913

    30,9%

    Sergipe

    345

    0,8%

    Tocantins

    247

    0,5%

    Brasil

    45.012

    100,0%

     

    Fonte: Portal www.contabeis.com.br


Fique por dentro das notícias on-line

Veja todas as notícias on-line
Subir ao topo